Recomendamos

Praga links

Serviço de táxi em Praga

Os táxis em Praga são relativamente caros e propensos a enganar os turistas em áreas turísticas, especialmente à noite.

Preços máximos do serviço de táxi no território da capital de Praga:

Viagem no território da capital de Praga 28,- CZK / 1 km

Taxa de embarque (contada por cada viagem) 40,- CZK (1.6 EUR)

Espera 6,- CZK / 1 min (0.25 EUR)

Os preços podem ser aumentados durante o ano.

Estes preços máximos valem para todos os carros de táxi no território da capital de Praga. O preço de espera inclui a espera de serviço (durante a marcha lenta no denso tráfego) e a espera a pedido do cliente. O preço de marcha fora do território da capital de Praga não está limitado.

Táxis em Praga

A queixa mais comum dos visitantes à cidade de Praga tende a ser relacionada com a utilização de táxis. Depois de décadas de propriedade pública, todos os táxis agora são de propriedade privada, portanto existem muitos condutores inescrupulosos que cobram o máximo possível. Para evitar problemas deveras desagradáveis, é favor seguir os nossos conselhos. É altamente preferível que não utilize táxis que estejam estacionados em frente às estações ferroviárias ou áreas turísticas (perto da Praça Venceslau, Praça da Cidade Velha etc.). Se tiver de chamar um táxi na rua, primeiro solicite ao taxista um preço aproximado para a sua viagem, ou verifique as tarifas listadas na porta do passageiro com o medidor. Sugerimos que chame um táxi por telefone, ou reserve através da internet. A AAA Radiotaxi e a Prague Airport Transfers são as melhores empresas.

Como os Taxistas Sobrefaturam em Praga - A Cada Segundo um Taxista Sobrefatura um Turista

No início de dezembro de 2013, um turista sueco fez um vídeo sobre como os taxistas sobrefaturam em Praga e publicou-o no YouTube. Em todo o mundo corre o boato de que os taxistas em Praga costumam sobrefaturar (cobrar em excesso) turistas e, além disso, a maioria dos guias de Praga mencionam esse facto.
O turista ficou revoltado por ter pago um preço duplo. "Portanto, comecei a gravar o taxímetro", disse Emilian Sava de Gotemburgo. Ao conduzir, o taxista tocou num botão perto da alavanca de velocidades - o chamado "turbo" - e o valor no taxímetro começou a aumentar de forma rápida. Porque é que o turista começou a gravar o vídeo? Ele observou que o taxímetro estava a aumentar de forma muito rápida durante uma viagem e ficou surpreendido com isso. "Fui sobrefaturado dessa forma durante quatro das cinco viagens e gravei o sucedido por duas vezes."

"A cada segundo um taxista sobrefatura um turista", diz o diretor executivo da AAA Radiotaxi. O paradoxo é que só o taxista daquela empresa é que foi capturado no vídeo a sobrefaturar o seu cliente.

Ficamos ainda mais chocados com o diretor executivo da AAA Radiotaxi. Ele publicou informações de que sabia sobre o "botão do turbo" na página de Facebook da empresa: "Toda a gente sabe que metade dos taxistas tem esse botão". Embora isso prejudique a sua empresa, ele supostamente não pode fazer nada sobre isso. "Eles não são funcionários meus. Os nossos carros são contratados e não estamos autorizados a exercer controlo sobre os mesmos. Isso pode ser feito pelo Conselho", protestou Kvasnicka, afirmando que os advogados da empresa estão a averiguar o caso. Segundo o diretor executivo, o condutor com o "botão do turbo" no taxímetro já não trabalha para a AAA Radiotaxi. O diretor da AAA Radiotaxi, Jirí Kvasnicka, também se desculpou pela reação inicial no fim de semana, quando afirmou que os taxistas desonestos deviam ser controlados pelo Conselho.

O vídeo da viagem, durante a qual o taxista aumentou o valor no taxímetro com o botão colocado à beira da alavanca de velocidades, apareceu na internet no dia 09 de dezembro. A face do taxista, as características da AAA e o número de matrícula são claramente evidentes no táxi. Contudo, segundo o Sr. Kvasnicka, o número de matrícula não corresponde aos números da frota que é providenciada à AAA Radiotaxi. "A empresa também duvida que o vídeo seja verdadeiro", disse Kvasnicka. No entanto, depois de verificar a distância percorrida através do GPS, foi determinado que a matrícula era verdadeira e que a viagem tinha sido realmente muito cara. "Além disso, a empresa contratante trocou o número de matrícula do veículo e não relatou esse facto", acrescentou. Os funcionários das empresas estrangeiras representam cerca de um décimo das capacidades contratadas do centro de controlo e o resto representa taxistas que utilizam as suas próprias licenças. Segundo Kvasnicka, mais problemas ocorrem sobre o primeiro e menos numeroso grupo de taxistas.

"Aquele que recebe a sua licença valoriza principalmente o comércio; ele está satisfeito por poder determinar quando e como conduzir", disse Kvasnicka. Segundo ele, a diferença está na forma de responsabilidade por possíveis infrações. "Embora toda a propriedade de um comerciante seja passível de responsabilidade, só é passível o triplo do salário no caso de um empregado", acrescentou o diretor do maior centro de controlo de táxis na República Checa.

Cerca de mil taxistas trabalham para a AAA. Segundo Kvasnicka, ocorrem entre cento e dez e cento e vinte mil transportes por dia; o centro de controlo resolve cinco ou seis queixas por dia, em média.

Assessoria em conclusão - utilize um serviço de táxi comprovado. Os serviços de táxi que operam no mercado há muito tempo são uma garantia de confiabilidade. O seu objetivo é a obtenção de clientes fiéis e o fornecimento de melhores serviços aos clientes, tais como posicionamento, pagamento via cartão de crédito, e preços melhores, por exemplo.
A maioria dos serviços de táxi opera através de um intermediário. Isso significa que os centros de controlo concluem uma relação contratual com taxistas individuais que conduzem para uma determinada marca e, portanto, também garantem um determinado preço. Se apanhar um táxi na rua, estará a circular com uma "pessoa privada" segundo as taxas indicadas na porta, embora o carro transporte os rótulos de um serviço de táxi.

Reserve através do centro de controlo ou da internet. O centro de controlo funciona como um meio de proteção para os clientes e torna a viagem via táxi mais eficiente. O centro de controlo tem uma ampla frota de carros, o posicionamento é mais rápido e, além disso, encontra o carro que está mais próximo do cliente. Se der o endereço de destino ao efetuar a reserva, receberá informações sobre o preço estimado. Além disso, o movimento dos carros reservados através do centro de controlo é monitorizado em detalhe. Portanto, é mais fácil fazer uma queixar sobre um determinado transporte, se necessário.
Se estiver a viajar a partir do aeroporto ou estação de Praga, recomendamos que utilize um táxi da Prague Airport Transfer, por exemplo, uma vez que garante preços fixos. Embora a AAA Radiotaxi tenha uma boa reputação, é considerável o risco de se ser sobrefaturado por um táxi apanhado no aeroporto. Porém, o paradoxo é que muitos turistas não sabem que estão a ser sobrefaturados. O taxista cobra o valor que é mostrado pelo taxímetro e, portanto, o cliente paga esse mesmo valor de boa-fé, sem saber se está ou não correto. O taxista pode utilizar o "botão do turbo" para aumentar a tarifa por várias vezes e o cliente só se apercebe da sobrefaturação quando utiliza outro táxi e paga um preço muito menor pela mesma viagem.

Advertência para os clientes:

Cada carro de táxi deve ter a lâmpada com a inscrição de TAXI fixada no telhado.

O carro de táxi deve ter o número de registo, o nome da firma, o preço básico, o preço por quilómetro e por minuta de espera nas duas portas dianteiras. Estes preços devem concordar com os preços ajustados no taxímetro.

Recomendamos aos clientes encomendar o táxi por intermédio do centro de controlo ininterrupto, onde é possível receber as informações dos preços de passagem com antecipação.

Depois de acabar a viagem o motorista está obrigado a emitir o documento sobre o pagamento do preço de passagem, enchido em devida e completa forma. Este documento deve ser emitido ao cliente da impressora de taxímetro.

O controlo de táxis foi decepcionante, quase metade deles não é honesto - Durante o segundo trimestre de 2009 a Inspecção comercial checa controlou 144 veículos dos serviços de táxis, dos quais 59 não respeitaram as normas.

Regulamento de táxis

Novo regulamento de táxis em vigor desde 01 de maio de 2013

A cidade de Praga tem uma má reputação em relação aos serviços de táxis. Além disso, segundo algumas empresas de transporte, uma nova lei destinada a clarificar as regras só está a servir para causar mais ira e confusão.

A lei, que entrou em vigor em 01 de maio de 2013, visa fazer face às práticas ilegais através da unificação de regulamentos existentes e claramente distinguir empresas convencionais de táxis com contadores de empresas de aluguer privado que prestam serviços de transporte de passageiros a preços fixos, sem contadores. Esta lei é efetiva para todas as empresas de transportes que utilizam veículos com capacidade para até oito passageiros, exceto autocarros.

Segundo a legislação, todos os condutores terão de ser empregados pela sua empresa de transportes, assim como ser os proprietários registados do veículo ou operadores do veículo (e estar registados no registo de táxis), e possuir a sua própria licença de taxista. Antigamente, só a própria empresa era obrigada a possuir uma licença, portanto, um condutor que tivesse sido proibido de trabalhar para uma determinada empresa poderia simplesmente começar a trabalhar para outra.
As autoridades acreditam que a nova lei irá diminuir a prática de fraude sobre clientes mal-informados, mas há sempre lacunas potenciais. Todas as empresas estarão sujeitas a uma taxa máxima (em Praga, esta será de 28 CZK por quilómetro fixado pela autoridade municipal local), enquanto as tarifas não determinadas por um contador terão de ser previamente acordadas e estabelecidas num contrato por escrito entre o condutor ou empresa de táxis e o cliente.

Muitas empresas de serviços de transportes privados e de limusinas não estão felizes com a nova lei. Segundo estas, não é razoável esperar que as empresas com veículos caros tais como Audi e Mercedes entre as suas frotas tenham restrições sobre os preços que podem cobrar. Algumas empresas de táxis declaram que também não é possível planear cada viagem e dar os nomes dos seus clientes, porque muitas vezes estes desejam permanecer anónimos.

Os condutores encontrados em situação de incumprimento segundo as novas regras poderão enfrentar multas de até 50.000 CZK e ter as suas licenças suspensas por dois anos.

 

Faça o favor de anunciar os taxistas desonestos no endereço taxi@cityofprague.cz